15 Associações de proteção a imigrantes emitem alerta com recomendação a evitar viagens à Florida

(Charles Reed / U.S. Immigration and Customs Enforcement via AP)

O comunicado publicado por por 15 grupos alerta os imigrantes de outros estados para reconsiderar as viagens à Flórida ou estarem preparados para enfrentar agentes de imigração em aeroportos, portos marítimos e estações de ônibus. A recomendação se deu após o maior aumento percentual de prisões da ICE registrados entre 2016 e 2017 – um total de 76%.

MIAMI- Quinze grupos de defesa dos direitos de imigrantes emitiram uma advertência sobre viajar para a Flórida na última quarta-feira, 14. No comunicado explicam que as prisões da imigração no estado aumentaram expressivamente no ano passado mais do que em qualquer outra área do país. Os líderes de direitos de imigrantes e organizações sem fins lucrativos disseram que a nova cooperação entre Immigration and Customs Enforcement e 17 sheriffes da Flórida também está espalhando medo no estado.

“Estamos dando um passo para alertar nossas comunidades de que, como os legisladores estaduais, locais e federais da Flórida não tomam medidas para recusar as políticas anti-imigrantes, não sentimos que nossas comunidades estejam seguras aqui no estado”, afirmou Tomas Kennedy, vice-diretor político da Florida Immigrant Coalition.

A recomendação foi divulgada antes do período de férias de primavera, que será em março, ocasião em que as praias, resorts e parques temáticos atraem milhões de pessoas ao estado da Florida. O governo estimou mais de 4 milhões de viajantes do Canadá e outros países chegaram no estado de janeiro a março em 2017, em comparação com quase 27 milhões de visitantes que vieram de outros estados americanos.

COMUNIDADE IMIGRANTE MOBILIZADA

Ativistas organizaram vários comícios em todo o estado da Flórida na quarta-feira, 14, inclusive nas estações de ônibus de Greyhound – onde pelo menos duas recentes prisões de passageiros de patrulha fronteiriça foram registradas em vídeos de celulares. Os legisladores federais exigiram uma revisão das buscas e apreensões na zona de 100 milhas perto de fronteiras e costas americanas.

Recentemente outros grupos aconselharam os viajantes a serem cautelosos ao visitar áreas devido a preocupações com a imigração. Em maio, a União Americana de Liberdades Civis emitiu um aviso sobre viajar para o Texas depois que o estado aprovou uma nova lei que proíbe as chamadas cidades santuário, permitindo que os oficiais perguntem às pessoas sobre o status de imigração durante as paradas de rotina.

Embora o Texas tenha registrado grande número de prisões de imigração entre outubro de 2016 e setembro de 2017, a Flórida teve o maior aumento ao comparar os números com o ano fiscal anterior. As prisões aumentaram 76% na Flórida, saindo de cerca de 3.500 para quase 6.200, de acordo com as estatísticas da Imigração e Alfândega.

As organizações American Civil Liberties Union e Southern Poverty Law Center criticaram o apoio dos sherifes do estado ao modelo de prisão adotado pela agência ICE no estado.

Com informações: Orlando Sentinel