Aquecimento da economia Americana diminui desemprego da comunidade negra no país

Os graduados comemoram durante a cerimônia de formatura na UC Riverside. (Ringo H. W. Chiu / For The Times)

Estatística da Organização Statista divulgadas em julho deste ano mostram um declínio da taxa de desemprego de afro-americanos entre 1990 e 2017. O percentual caiu de 16% em 2010 para 7,5% em 2017. Para este ano, especialistas acreditam que o nível de desemprego desta comunidade ficará abaixo de 6%. A política de atração de empresas por meio de benefícios tributários adotada pelo Presidente Trump pode justificar a diminuição geral do desemprego.

É o que acredita a Consultoria de investimentos nos EUA, Oxford Group, dirigida pelo brasileiro e Economista Carlo Barbieri há mais de 30 anos no mercado americano. Segundo Barbieri, as políticas econômicas e as vantagens tributárias desenhadas pelo Presidente Trump tem atraído cada vez mais empresas estrangeiras, inclusive brasileiras, para os EUA.

“Detectamos este ano, um aumento de mais de 40% de empresas brasileiras em busca de se internacionalizar para os EUA. As mudanças nas regulamentações tributárias americanas estão atraindo um grande volume de novos empreendedores estrangeiros e também trazendo de volta empresas americanas que se mudaram para o exterior para evitar serem tributadas em lucros obtidos fora dos EUA. Esta sem dúvida é a matemática para diminuição do índice de desemprego nos EUA”, afirma Carlo Barbieri.

Economista e Consultor Carlo Barbieri – Oxford Group USA (Crédito: Onevox Solutions)

Segundo o economista, novos acordos comerciais elaborados pelo presidente Donald Trump e a ação de cancelar acordos multilaterais que sempre foram desinteressantes para os EUA impactaram no mercado americano. Além disso, as novas restrições para evitar imigração ilegal e o fomento à imigração qualificada e mais bem paga tem criado o cenário ideal para aumento do poder de compra e crescimento da economia.
“A perspectiva com esses e outros fatores é que os EUA crescerão a uma taxa superior a 3% pelo menos nos próximos três anos. Muitos setores receberão investimentos substanciais – a infra-estrutura, por exemplo, deverá receber um investimento de mais de US $ 1 trilhão nos próximos dez anos. Uma notícia positiva para empresários que desejam internacionalizar suas empresas”, afirma Carlo Barbieri.

Com quase 30 anos de experiência nos Estados Unidos, Carlo Barbiei é Presidente do Grupo Oxford USA. Consultor, jornalista, analista político, palestrante e educador. Membro fundador e primeiro presidente do Brazilian Business Group, membro fundador e presidente do Brazil Club e membro do conselho da Deerfield Chamber of Commerce. Formado em Economia e Direito com mais de 60 cursos de especialização no Brasil e no exterior. Cursos estes realizados em diversas Instituições, como: Fundação Getúlio Vargas, Universidade Federal de Brasília, Universidade Mackenzie, Sorbonne, University of Chicago Harvard e Massachusetts Institute of Technology (MIT).