Maior rigor na imigração eleva o número de jovens que estudam leis e tipos de visto dentro e fora dos EUA

Student in class having an exam in school the74million.org

Maior rigor na avaliação dos casos sob a administração de Donald Trump está obrigando jovens imigrantes a estudar as leis e interessados em emigrar a buscar orientação qualificada antes de sair do Brasil rumo aos EUA. Pesquisa do Instituto Datafolha no Brasil mostra que 43% dos brasileiros emigrariam se pudessem.

De acordo com o American Bar Association Journal, o interesse dos estudantes na lei de imigração aumentou em muitas escolas nos últimos anos. A American Immigration Lawyers Association divulgou que sua associação de estudantes dobrou nos últimos 18 meses. Na Fordham Law School, por exemplo, o número de matrículados subiu de 25 alunos em 2016 para quase 70 em 2017.

O aumento de matrículas também foi detectado pela Universidade Estadual do Arizona que associou a maior procura ao momento político pelo qual passa os Estados Unidos neste momento sob a administração de Donald Trump. O presidente tem publicamente se posicionado e cobrado dos oficiais de imigração maior rigor e escrutínio nos processos de concessão de vistos.

Além de estabelecer esta nova dinâmica de estudo para jovens imigrantes que já estão nos EUA, o maior rigor imposto à imigração pela gestão de Trump impacta também na vida daqueles que pretendem sair do Brasil e imigrar aos Estados Unidos de forma acertada e sem riscos. O interesse em sair do País, segundo o Instituto Datafolha é maior atualmente. 52% dos brasileiros com uma renda familiar mensal de mais de US $ 2.500 – querem emigrar, enquanto 56% dos brasileiros com formação universitária querem ir embora do país.

“Quando o Presidente Donald Trump foi eleito nós já sabíamos que os procedimentos para imigração sofreriam alterações para ser mais complexos. Também vínhamos sendo procurados por um número cada vez maior de brasileiros interessados em vir visitar, morar, estudar, trabalhar ou investir aqui nos EUA. Então decidimos criar um sistema online para ajudar candidatos a vistos neste momento que exige um acompanhamento mais detalhado para quem pretende apostar na imigração”, afirma a Advogada Executiva de Imigração braso-americana, Luciane Tavares.

www.VISALEX.com

A advogada, juntamente com uma empresa de tecnologia mundial criou um sistema online para facilitar a imigração de brasileiros mesmo sob a gestão de Trump. Segundo ela, o sistema que já ajudou mais de mil pessoas a imigrar para os EUA, foi criado para simplificar a vida de interessados em imigrar e para evitar o grande número de fraudes envolvendo solicitações de vistos americanos.

“Nosso sistema – www.VISALEX.com – está totalmente em português e funciona também  para orientar o usuário com relação ao tipo de visto que pretende aplicar. A tecnologia dos formulários inteligentes preenche todos os campos importantes e alerta ao candidato a visto, seja qual for, com relação aos detalhes que não podem ser esquecidos. O usuário pode pedir ajuda a um advogado de imigração americano e vai acompanhando etapa por etapa de seu processo online. Ao finalizar, basta imprimir sua petição completa e o sistema ainda facilita o agendamento da entrevista no consulado”, explica Luciane.

“O VisaLex é como chamamos em inglês – one stop shop – ou seja, tudo em um só lugar. Sem diversos interlocutores, sem risco de fraudes e o melhor com o suporte de advogados americanos que entendem da lei e dos procedimentos diretamente”, pondera a advogada.