Profissionais de TI, engenharia, saúde e matemática brasileiros miram nos EUA como mercado de trabalho

Menor taxa de desemprego dos EUA em 50 anos e a concessão do sonhado ‘Green Card’ para profissionais de habilidades excepcionais são a matemática perfeita que tem estimulado brasileiros a internacionalizarem suas carreiras para os EUA.

É cada vez maior o número de profissionais brasileiros que internacionalizam suas carreiras profissionais para os Estados Unidos. As vantagens que o país oferece para profissionais estrangeiros de alto gabarito e intelecto estão mudando o perfil de imigrantes que buscam, nos EUA, a consolidação de suas carreiras profissionais.

Os EUA, como maior berço de empresas de tecnolgoia do mundo, posicionadas no Vale do Silício, tem atraído cada vez mais profissionais de Tecnologia. O país registra uma grande falta de profissionais de TI no mercado de trabalhlo, tanto em quantidade como em qualidade. Cerca de 40% desses trabalhadores, que atualmente atuam em grandes empresas dos EUA, são estrangeiros.

Para Luciane Tavares, advogada executiva de imigração vinculada à plataforma VisaLex – site que ajuda pessoas em todo o mundo a aplicarem vistos americanos –, os profissionais brasileiros começaram a investigar melhor as possibilidades para permanecer legal e com autorização de trabalho nos Estados Unidos. Segundo ela, a utilização por brasileiros da gama de vitos por talentos profissionais aumentou consideravelmente nos últimos dois anos.

www.VISALEX.com

“Embora muitos profissionais de TI migrem para os EUA com vistos H-1B, o visto de Isenção de Interesse Nacional EB-2 (NIW) prova, a cada dia, ser a melhor opção de imigração para os profissionais mais qualificados. Essas categorias oferecem uma excelente oportunidade para os estrangeiros qualificados que contribuem para os EUA em determinadas áreas de trabalho que estão faltando ou exigem mão de obra qualificada, sem a necessidade de ter um empregador como patrocinador ou oferta de emprego concreta. Ao contrário do H1-B, que é um visto temporário, o visto NIW EB2 resulta em residência permanente nos EUA por meio de um Green Card”, explica a advogada de imigração.

Segundo Tavares, não é apenas a categoria profissional da tecnologia que se enquadra nesta possibilidade de imigrar. Profissionais de engenharia, saúde, matemática, e muitos outros que tenham especializações e destaque profissional dentro de suas áreas podem peticionar o Green Card por habilidades excepcionais no visto EB-2. De acordo com ela, esta categoria EB-2 permite que os trabalhadores estrangeiros que procuram o Processo de Certificação de Trabalho Estrangeiro sejam dispensados porque é do interesse nacional dos Estados Unidos fazê-lo.

“Ao contrário das outras categorias de green card EB-2, esses trabalhadores não precisam de um patrocinador do empregador e de auto-petição para um visto EB-2. Embora os Serviços de Cidadania e Imigração dos EUA (USCIS) não tenham estabelecido critérios específicos para aprovar petições de Isenção de Interesse Nacional, muitos examinadores do USCIS levam em consideração os seguintes fatores gerais: Melhorando a economia dos EUA; Melhorar os salários e condições de trabalho dos trabalhadores dos EUA; Desenvolver programas de educação e treinamento para crianças dos EUA e trabalhadores subqualificados; Melhorar os cuidados de saúde; Fornecendo moradias mais acessíveis para jovens e / ou idosos, residentes mais pobres dos EUA;”, explica a advogada do sistema VisaLex.

A plataforma on-line VisaLex oferece recursos de ajuda instantânea quando necessário, seja em bate-papo, ao vivo, por telefone, videoconferência ou pessoalmente em um dos locais em expansão nos EUA. Uma tela amigável e multifuncional oferece aos candidatos um maneira segura e de fácil compreensão para solicitar e monitorar o progresso de sua petição de visto para os Estados Unidos. O sistema busca orientar e fornecer aos viajantes, estudantes, empresários e trabalhadores todas as informações necessárias para soliticação de seu visto americano.